Treinamento de Professores de Esperanto na Polônia

O Curso de Pós-Graduação em Estudos Interlinguísticos da Universidade Adam Mickiewicz, a Liga Internacional de Professores Esperantistas e o portal Edukado.net promoverão um curso de treinamento de professores de esperanto com duração de um ano. Ocorrerão duas sessões de estudos presenciais na cidade polonesa de Poznan (de 14 a 20 de setembro de 2013 e de 01 a 07 de fevereiro de 2014); após cada sessão presencial, os candidatos serão orientados à distância sobre os trabalhos que deverão elaborar. Em setembro de 2014 deverão regressar a Poznan para a defesa de trabalho final sobre tema relacionado à metodologia de ensino.

O curso se desenvolverá sobre dois pilares básicos:

a) Ensino de línguas

Professoras Katalin Kováts, Zsófia Kóródy e Ilona Koutny.

Tópicos:

– fatores básicos no ensino de línguas (métodos de ensino, processo de aprendizagem, evolução das habilidades do aluno, avaliação, interferência linguística);

– metodologia do ensino do esperanto (ensino da pronúncia, da gramática, do vocabulário e da

cultura, planejamento de aulas e de cursos);

– recursos didáticos (da “maleta do professor” a edições, filmes e cursos pela rede).

b) Cultura esperantista

Professores Tomasz Chmielik, István Ertl, Aleksander

Korzhenkov e Ilona Koutny.

Tópicos:

– os mais importantes eventos na história do esperanto;

– os principais períodos da literatura original em esperanto e os principais autores;

– pontos delicados da gramática do esperanto.

Haverá ainda treinamento no idioma e possiblidade de assistir palestras das sessões do Curso de Pós-Graduação em Estudos Interlinguísticos (que estarão ocorrendo no mesmo período).

Exige-se um bom conhecimento do idioma (correspondente pelo menos ao nível B2 do Quadro Europeu Comum de Referências para Línguas; o certificado de proficiência do QECRL é desejável mas não obrigatório). O custo para os participantes é de 130 euros por semestre;

a Liga Internacional de Professores Esperantistas e a Associação Mundial de Esperanto oferecerão quatro bolsas de estudos. Os interessados devem se inscrever até 10 de agosto.

Informações: interlin@amu.edu.pl ;

http://www.staff.amu.edu.pl/~interl/index.html

Anúncios

Curso de pós-graduação em estudos interlinguísticos em Poznan, Polônia

Em fevereiro ocorreu a quarta sessão de estudos do Curso de Pós-Graduação em Estudos Interlinguísticos na Universidade Adam Mickiewicz (UAM), na cidade de Poznan, Polônia. Com 15 anos de existência,  o curso já conquistou uma posição firme no âmbito da UAM.

Tem como língua de trabalho o esperanto, utilizado em todas as aulas, nas discussões, nos exames e nos trabalhos, e a maior parte do material

de estudo está disponível em esperanto.

A turma atual (quinta turma desta pós-graduação) iniciou seus estudos em setembro  de 2011, com término previsto para setembro de 2014. Quatro brasileiros participam do curso: dois do Estado de São Paulo e dois do Paraná (os professores Rita e Ivan, da Associação Paranaense de Esperanto), o que torna o Brasil o país mais fortemente representado no curso.

Nesta quarta sessão, ocorreram aulas das seguintes disciplinas:

– “História do Movimento Esperantista”;

– “Gramática do Esperanto 3”;

– “Linguística Aplicada”;

– “Pragmática”.

 

Essas disciplinas estiveram a cargo dos seguintes professores:

– Prof. Aleksander Korzhenkov, jornalista, tradutor e editor russo; é pesquisador sobre história do esperanto e sobre a biografia de Zamenhof. Entre os livros de sua autoria estão “Historio de Esperanto” [História do Esperanto] e “Homarano – la vivo, verkoj kaj ideoj de d-ro L. L. Zamenhof” [Homarano – a vida, as obras e as ideias do Dr. L. L. Zamenhof];

– Profa. Dr.-hab. Ilona Koutny, linguista húngara residente na Polônia, membro da Academia de Esperanto, fundadora e atual diretora do Curso.

– Prof. Dr.-hab. Zbigniew Galor, da Polônia. É sociólogo e discutiu sobre língua e sociedade.

– Prof. Dr. Christoph Goro Kimura, do Japão, palestrante convidado. Linguista, atualmente estuda aspectos pelos quais se efetiva a comunicação em uma região na fronteira entre a Polônia e a Alemanha. Seus tópicos abrangeram comunicação interlinguística, a “ideia interna” do esperanto e abordagem não europeia do esperanto.

Os estudantes também foram submetidos a exames das disciplinas:

– “Gramática do Esperanto 2”;

– “Interlinguística 2”;

– “Lexicologia e Semântica”.